Início » PARQUE NACIONAL DE SANTA TERESA

PARQUE NACIONAL DE SANTA TERESA

PRESS WORKERS

Natureza, histórias e lendas…

   E impossível entrar ao Uruguai pela estrada Ruta 9, que leva do Chuí até Montevideo, sem notar a presença do magnífico Parque Nacional Santa Teresa; em Rocha, a 33 km da fronteira e 192 de Punta del Este, encontra-se um espaço de cuidado e proteção natural único.

   Além disso, oferece para seu lazer: quatro praias com acesso para deficientes, mirantes de baleia, áreas de pesca, serviços de caixa eletrônico, supermercado, padaria, restaurante, central telefônica de Antel (que atende no verão), bombeiros (civis e do exército), serviço odontológico, de enfermagem e oficina mecânica com borracharia (do exército) para emergências, serviço de ônibus interno que percorre os locais de interesse e estradas em boas condições.

   É necessário fazer uma menção especial ao trato do pessoal militar que serve no Parque, a educação e a vontade de serviço marcam o perfil dos funcionários, que estão sempre prestes a informar e assistir os turistas.

   Alí se ergue um monumento colonial de pedra que faz parte da história e das lendas de uma região: um local disputado pelos portugueses, que o construíram em 1762 e os espanhóis que o tomaram em 1763, sendo invadido novamente pelos portugueses e conquistado finalmente para a Coroa Espanhola pelo coronel Leonardo Olivera em 1825. A 58 metros acima do nível do mar, por apenas 50$ de entrada é possível ter uma vista esplêndida dos arredores.

   Essa reforma trouxe também à vida a lenda do “Coração de Pedra”, a trilha de Alúa, a sereia, que serviu para retomar a historia indígena no país – é bom lembrar que os índios ou aborígenes naturais destas terras foram quase todos asassinados http://memoriasdopampa.blogspot.com/2017/04/o-massacre-dos-charruas-em-salsipuedes.html – por isso e bom saber que o depositário legal, Sr. Carlos Ferrer, se importou pela recuperação e preservação dele, e que o escritor Juan Antonio Varese e a Revista Histórica Rochense lembrem as novas gerações que a historia da região não pode ser apagada e deve ser relembrada e por isso torcemos para o pronto retorno do “coração” ao seu lugar de origem. Conheça:https://www.revistahistoricarochense.com.uy/

   Para se informar mais dos serviços do Parque assim como da Fortaleza, você pode acessar o site http://www.serviciodeparquesdelejercito.com.uy/ o pode se comunicar pelo e-mail [email protected] para fazer a reserva de seu alojamento.

Richar Enry Ferreira

Productor audiovisual, documentalista, investigador histórico, redator e reporter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!